quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Bom, ótimo ou genial: a dor do adjetivo



“Que apresenta as qualidades esperadas”, “competente, eficaz”, “grande”, “o que é superior em qualidade, beleza etc.” segundo o Houaiss isso tudo pode ser “bom”.

Já “ótimo” ou “óptimo”, com a grafia de Portugual, significa “(o) que é melhor possível; excelente” e como interjeição “exprime aprovação, agrado; muito bem, muito bom.”

Genial, no Brasil, tem sido informalmente usado como “ótimo, formidável” e se tudo o que se encontra na rede hoje em dia é ‘genial’, o que sobra pra dizer dos grandes do passado? E esta pergunta Ariano Suassuna já se fez e lançou. E aí?

Este post não é uma aula, é só um post, à la Magritte e o cachimbo, é só uma tentativa de desacelerar o pensamento e fixar a atenção no esquecido, no que se deixa sempre passar, seja por ignorância ou para não magoar, mas aí mente-se e a mentira, uma vez crescida, é uma trepadeira difícil de podar.

E para quem ainda acha que todos somos gênios e tanto faz ‘ótimo’ ou ‘bom’, compartilho esta pérola do mago Sará:

(...) assim se demonstrando, uma vez mais, não só que o óptimo é inimigo do bom, mas também que o bom, por muito que se esforce, nunca chegará aos calcanhares do óptimo.”  - José Saramago em A Viagem do Elefante, Caminho Ed, páginas 171-172.


Todos podemos flutuar vez em quando em adjetivos, claro, desde que jamais esqueçamos do quão necessário é, sob elogios, um concreto chão.





Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito à autora original (Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro(a) Leitor(a), comentários serão respondidos no local em que forem deixados. Adoto esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, inté!