quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Duas ou uma só?





Sabe esses dias em que você acorda meio grogue porque não dormiu direito ou porque bebeu demais? Pois bem, nesse estado em que os neurônios parecem estar bringando, não porque eu tenha bebido, mas pelo sono que eu perdi, voltava eu de um passeio matinal, num tete-a-tete com o ar puro frio quando olho à minha frente e vejo se aproximar um carrinho, um carro só, só que com duas motoristas, digo: duplicadas louras vestidas de preto, uma no lugar do carona e a outra no volante. Êh-êh: já viu meu aperreio nessa hora, não é mesmo? Duvidar da própria sanidade é ainda bom sinal e nisso eu pensava quando vi o carro se afastando e caí na real: eram gêmeas, dessas que usam o mesmo modelito e penteado igual só pra confundir. Ufa!, meus neurônios se acalmaram. Voltei pra casa bem mais acordada, de conluio com meus botões e pensando no dia de hoje em que se comemora a reunificação da Alemanha, que um dia já foi muitas e hoje é uma só. Mesmo?! Fato é que eu jamais terei por claro se o que eu tive hoje cedo foi um sonho, a visão de uma dupla ou uma dupla visão. Quem garante? Meus neurônios? Esses, eu bem sei que não.





Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor informar o nome da autora. Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro(a) Leitor(a), comentários serão respondidos no local em que forem deixados. Adoto esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, inté!