segunda-feira, 10 de março de 2014

O que ninguém mais disse que queria dizer

Assim brotam d’alma
Os versos ‘carolas’
Que expelem vontades
Castradas do ser;
Que secam salivas
De gostos alheios
Que gritam mais forte
E por si sabem ser.

Assim brotam d’alma
Os versos ‘corretos’
Que explodem desejos
Contidos no ser;
Que furam retinas
De olhos alheios
E brilham tão claros
A quem sabe ver.

Assim brotam d’alma
Os versos ‘secretos’
Que trazem verdades
Mentidas no ser;
Que quebram colunas
De corpos alheios
Que dão voz ou calam
A quem souber ler:

D E S C R I T O.


Nota: estes versos foram escritos com o propósito de participar de uma brincadeira 'poética'. Recebi da amiga Cristina Jordano (ela, sim, poeta) o desafio de postar, em 24 horas, um poema de minha autoria. Escrevi esta letripulia, portanto, só por diversão. 

"Diversão é solução sim, 
Diversão é solução pra mim
Diversão!"

Trecho de Diversão, Titãs



© 2014 Helena Frenzel. Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons - Atribuição - Sem Derivações - Sem Derivados 2.5 Brasil (CC BY-NC-ND 2.5 BR). Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito à autora original (Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro(a) Leitor(a), comentários serão respondidos no local em que forem deixados. Adoto esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, inté!