sábado, 28 de setembro de 2013

Where’d You Go, Bernadette – Maria Semple


Foto: obtida no site da Orionbooks, aqui usada apenas para divulgação.

Busquei este livro motivada pelas impressões de leitura de Juliana Gervason do blog O Batom de Clarice. E aqui segue apenas um comentário. Recomendo o post da Juliana para quem deseja mais informações. Ela leu e comentou a versão em Português, da Companhia das Letras. Eu comprei e li a versão em EBook da Orionbooks, em Inglês.

De fato, uma leitura excitante. A narrativa prende o leitor do início ao fim, devido à forma como é construída. Mas não sei se ter tido, antes, acesso às impressões da Juliana sobre este livro, tirou-me um pouco do gostinho de descobrir coisas por mim mesma, embora ela não tenha revelado nada essencial sobre o enredo. Só o fato dela ter mencionado uma pergunta Y que uma das protagonistas se faz em algum momento no livro já foi suficiente para prender minha atenção àquele ponto. Funcionou mais ou menos como aquela anedota do rapaz que está na fila para entrar no cinema quando um amigo que acabou de assistir ao filme lhe diz para prestar muita atenção na cena do buraco, que seria a chave de tudo. E o coitado passou o filme inteiro esperando o buraco que não existia e acabou deixando passar outras coisas mais importantes. Bom, mas se Juliana não tivesse falado tão bem sobre esse livro, muito provavelmente eu nem o teria procurado, se bem que só o comprei porque encontrei, por um preço relativamente justo, uma versão EBook.

Assim sendo, minha experiência de leitura poderia ter sido muito mais rica, acho, tivesse eu topado espontaneamente com este livro, ou não soubesse nada mais além da sinopse antes de lê-lo. Gosto de ser conquistada por uma boa trama, uma boa prosa, aquela que chega como quem não quer nada e vai nos levando por caminhos novos, levemente sinuosos, tortos porém originais. Não consegui me surpreender nem com a forma da narrativa. A técnica empregada não é inédita mas ainda não se tornou usual. Achei que algumas peças ficaram frouxamente coladas, mas é muito provável que tenha sido proposital. 

Resumindo: o livro vale muito a leitura, principalmente para quem busca entretenimento de bom nível. Recomendo porque gostei mesmo. Este livro até já ganhou prêmios, se não me engano, e só não entro em mais detalhes para não interferir na experiência de quem vier a lê-lo depois.





Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Um comentário:

  1. Agradeço a indicação, Helena, mas confesso: só vou comprá-lo se encontrar a versão digital em português. Já não tenho espaço para livros em casa, então, tenho que selecionar bme os que vou comprar em versão papel. Tempos modernos! até a velhinha tem que se adaptar...

    ResponderExcluir

Caro(a) Leitor(a), comentários serão respondidos no local em que forem deixados. Adoto esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, inté!