domingo, 1 de julho de 2012

O Poder do NÃO



Queria ter tempo agora para estudar neurolingüística e neurociência, certos aspectos, tentar desvendar como processamos NÃO. Minha filha, pouco mais de um ano, tem nas coisas negadas um interresse elevado à potência de dez; busca (e encontra) formas de alcançá-las. Já com o SIM, perde logo o interesse e tem a atenção desviada para algo qualquer. Um escritor em formação, por exemplo, ao receber um NÃO, transforma-o em impulso ou busca de alternativas, se concentra-se nos PORQUÊS. Muitas vezes, NÃOS dados ou recebidos na vida capacitam a reconhecer a hora de definitivos SINS, pois ninguém sabe ao certo o que lhe reserva o futuro, nem mesmo os condenados a morrer. Difícil mesmo é saber discernir entre um SIM positivo e outro negativo; o primeiro coroa conquistas, já o segundo, dependendo de origem e fim, confunde e, ao invés de progresso, faz estagnar. Neste sentido, 'NÃO' será sempre positivo: ilumina o caminho, engrossa o couro, impele a continuar.



Nota:

Ja/Nein - Sim/Não (em Alemão)
Jaein! - possível combinação em linguagem informal.





Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor informar o nome da autora. Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.




Um comentário:

  1. "A hora do sim é um descuido do não. " (Vinicius de Morais)

    Oi, Helena. Que abordagem interessantíssima! Eu acho que sendo uma das primeiras coisas que a criança aprende é a negação, e talvez isso estimule o cérebro para os desafios. E quando há um início de aumento da compreensão do mundo, começa a fase dos porquês. Os porquês eu entendo e aceito mais passivamente serem inatos à compreensão do homem no mundo. Já os nãos, creio serem de origem do agregamento social.

    Divagações minhas.rsrs.

    Grande abraço e satisfação minha sempre com suas excelentes questões existenciais. Paz e bem.

    ResponderExcluir

Caro(a) Leitor(a), comentários serão respondidos no local em que forem deixados. Adoto esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, inté!