sábado, 7 de maio de 2011

Para quem sente como mãe

 Foto: HFrenzel - Todos os direitos reservados. Favor não copiar.

Abro uma exceção no meu recesso para publicar um pequeno pensamento às mães, uma forma de homenagem. Penso, especialmente, nas que este ano festejarão pela primeira vez. Parabéns, parabéns! Penso também nas minhas, na tua, em todas as mães de verdade, ainda que jamais tenham trago alguém ao palco deste mundo. E são tantas assim, as mães de verdade... Eu, por exemplo, não posso me queixar, pois que tive três! — e ainda me restam duas! — Sim, três, pois todas as coisas boas da vida são três — já diziam os antigos ‘Quem?!’ Eu não sei. Quando penso nos passados dias junto às minhas mães só me lembro de coisas boas: a reunião da família, a preparação de tudo: do almoço simples, porém especial, ao uso daquelas toalhas com dizeres de ‘Mamãezinha’, até mesmo da louça que ficava para lavar. Gente simples, coisas simples, espontâneo e sincero amor. De fato, o ser humano não precisa de muito mais para ser feliz. Basta que, por um só momento, retire alguém de suas costas todos os cacarecos que carrega vida afora pra ter tal sensação. Vão-se os anéis, ficam os dedos, assim tem sido por gerações e a tendência é continuar. Pois bem, deixando de lado os anéis, em meu propósito me mantenho: com esta simples lembrança homenagear todas as mães de verdade que conheço (ou não), pedindo a Deus uma benção especial sobre elas, ainda mais nestes dias de tamanha confusão. Se tu que me leste não és mãe, porque és homem, ou por quaisquer restrições impostas pela natureza, sente-te no rol se alguma vez te sentiste ‘mãe’, homenageia também a tua e aproveita muito bem este dia.

Um abraço fraterno!


---------------------------------------------------------------------
Não sigo o novo acordo ortográfico em Língua Portuguesa. Se deseja reproduzir este texto, no todo ou em parte, favor respeitar a licença de uso e os direitos autorais. Muito obrigada.
Helena Frenzel
Publicado no Recanto das Letras em 07/05/2011
Código do texto: T2954444





Este texto está licenciado sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor informar o nome da autora. Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas. Esta licença não vale para a foto que acompanha este texto nesta postagem. Grata pela compreensão.

Um comentário:

  1. Muito lindo e apropriado esse texto!!

    Um lindo dia pra ti e tudo de bom,chica

    ResponderExcluir

Caro(a) Leitor(a), comentários serão respondidos no local em que forem deixados. Adoto esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, inté!