quarta-feira, 13 de abril de 2011

Olhai os lírios do campo - Érico Veríssimo - Lembrança Literária

Foto: HFrenzel - Um campo para nele se perder... 

Era ainda criança ou já adolescente quando li este livro. Lembro do personagem principal que, se não me engano, chamava-se Eugênio e cujo complexo de inferioridade chamou-me na época muito a atenção. Antes de eu ler o livro, lembro que haviam exibido na TV uma novela baseada nesta história, com Nivea Maria no papel de Olívia e Rosa Maria Murtinho, se não me trapaceia a memória, a dona rica e mimada com quem Eugênio viria a se casar. Lembro do figurino antigo, de plumas brancas e chapéus da cor lilás. Lembro, pelo livro e não pela novela, que Eugênio e Olívia tiveram uma filha, Ana Maria. Li esse livro uma única vez, mas ele me marcou tanto que certas passagens sobreviveram à passagem do tempo em minha memória. Foi lá, neste livro, que pela primeira vez descobri a beleza e a simplicidade dos lírios, muito antes de outras belas passagens bíblicas — textos magníficos que mais tarde viria a descobrir.

Digo que me marcou o complexo de inferioridade do médico Eugênio, pois ainda hoje me dá pena ver como certas pessoas cospem suas frustrações em cima de outras, e de graça, simplesmente por não se conhecerem bem, não conseguirem enxergar em si mesmas coisas tão óbvias que comportamentos e palavras só fazem denunciar. Ao longo do romance de Veríssimo, Eugênio, o protagonista, sofre grande evolução, ajudado por Olívia e, após a morte desta, pela menininha Ana Maria. Pena que, na vida real, pessoas que sofrem do mesmo mal que Eugênio sofria muitas vezes não conseguem sair do lugar. Dá pena, muita pena observar casos assim.


---------------------------------------------------------------------
Não sigo o novo acordo ortográfico em Língua Portuguesa. Se deseja reproduzir este texto, no todo ou em parte, favor respeitar a licença de uso e os direitos autorais. Muito obrigada.


Helena Frenzel
Publicado no Recanto das Letras em 10/04/2011
Código do texto: T2900151


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor informar o nome da autora. Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro(a) Leitor(a), comentários serão respondidos no local em que forem deixados. Adoto esta política para melhor gerenciar informações. Grata pela compreensão, muito grata por seu comentário. Um abraço fraterno, inté!